Após anúncio de Rui, professores universitários mantêm greve e ‘indignação aumenta’


Mesmo após o governador Rui Costa (PT) anunciar a liberação imediata de R$ 36 milhões para investimento nas quatro universidades estaduais baianas, a coordenadora-geral da Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), Ronalda Barreto, disse, nesta terça-feira (9), que os docentes vão manter a greve e afirmou ainda que “indignação aumentou” com o governo.

“Ele liberou um recurso da universidade que é obrigação e quer que vire benesse. Ele diz que está pagando o salário em dias. Isso é obrigação, mas quer que vire benesse. Os nossos direitos não estão sendo respeitados. Cerca de 400 professores esperam há quatro anos a promoção e nada até agora. A greve está mantida. O movimento grevista ficou ainda mais forte”, pontuou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ronalda Barreto criticou, também, o fato de o governador anunciar a promoção para professores apenas da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), única unidade de ensino que não entrou em greve. Segundo ela, haverá, nesta quarta-feira (10), uma reunião para avaliar a greve. “Mas posso adiantar que a indignação da gente só aumentou”, acrescentou.

A coordenadora-geral contou, ainda, que, nesta terça-feira, haverá uma assembleia dos alunos que também querem aderir ao movimento grevista, já que as universidades não têm restaurantes e residências.

 

Informações Bahia Notícias
Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *