Criança de três anos morre vítima de picada de escorpião em Montes Claros


 

Uma criança, de três anos, morreu na tarde desta segunda-feira (09 de setembro), vítima de picada de escorpião. De acordo a assessoria do Hospital Universitário Clemente de Faria em Montes Claros, a criança foi atendida primeiramente no hospital de Bocaiuva, mas devido a gravidade do caso precisou ser transferido para o Hospital Universitário onde não resistiu e veio a óbito.

Em nota, o hospital informou que, desde quando chegou a unidade de saúde à criança recebeu todos os cuidados necessários, mas diante de algumas complicações não resistiu.

Ainda segundo informações do hospital, na unidade uma segunda criança, de cinco anos, proveniente da zona rural de São Francisco, está internada na UTI da Pediatria também vítima de picada de escorpião, onde está sendo acompanhado pela equipe multidisciplinar.

Em Montes Claros, quem for picado por um escorpião deve procurar imediato o Hospital Universitário Clemente de Faria. É importante também notificar o Centro de Controle de Zoonoses, pelo telefone (38) 2211-4400, para controle e monitoramento dos focos.

Aumento nos ataques de animais peçonhentos

O Hospital Universitário Clemente de Faria, único 100% SUS em Montes Claros, chama a atenção para os cuidados que devem ser tomados diariamente em casa ou no trabalho para se evitar acidentes com escorpiões, cobras, aranhas, lagartas, abelhas, marimbondos, dentre outros.

Segundo o último levantamento do Núcleo de Vigilância Epidemiológica em Ambiente Hospitalar (Nuveh), do HUCF, em todo o ano de 2018 foram atendidos 3.217 casos de ataques no Hospital Universitário.

Somente entre janeiro e junho deste ano, ainda conforme o Núcleo, foram 1.581 ataques de todos os tipos. No mesmo período do ano passado, foram 1.453 ataques. O crescimento chega a 8,8%.

O escorpião é o que mais provoca acidentes entre os considerados peçonhentos. Segundo os dados levantados pela Nuveh, somente entre janeiro e junho do ano passado foram 1.280 ataques de escorpiões. No primeiro semestre deste ano, o número aumentou para 1.379 ataques. Crescimento de 7,74%. Em todo o ano passado foram 2.908 ataques de escorpião atendidos pelo HUCF.

A média mensal de casos atendidos no HUCF de ataques de escorpiões em todo o ano passado foi de 242,33 (2.908 atendimentos). No primeiro semestre deste ano, média mensal de pessoas atendidas no hospital vítimas de escorpião foi de 114,91 atendimentos/mês (1.379 atendimentos). Já nos seis primeiros meses de 2018, a média foi de 106,66 atendimentos/mês no HUCF (1.280 atendimentos).

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *