Delatores produziram mais de 50 anexos sobre Petrolão na Bahia, houve um superfaturamento de R$ 1 bilhão na construção da sede da Petrobrás na capital baiana


A partir das delações já homologadas do trio Mario Seabra Suarez, Alexandre Andrade Suarez e Marcos Felipe Mendes Pinto, a Operação Lava Jato juntou, nas investigações do Petrolão na Bahia, mais de 50 anexos que detalham como o dinheiro da construção da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador, foi desviado para abastecer os cofres de petistas no estado.

Segundo informações publicadas pela revista Veja nesta terça-feira (14), houve um superfaturamento de R$ 1 bilhão na construção da sede da Petrobrás na capital baiana, citada em diferentes acordos de delação premiada da Lava-Jato.

Informações da Revista Veja

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *