Governador Rui Costa diz que rompimento aconteceu por efeito cascata gerado por barragens menores


 

O governador Rui Costa (PT) disse que o rompimento da barragem de Pedro Alexandre foi gerado por uma série de rompimentos de barragens menores de produtores das regiões próximas durante entrega da Policlínica Regional em Paulo Afonso.

“O problema é que a informação que temos é que pequenas barragens de vários pequenos proprietários se romperam gerando um efeito cascata que quando você tem um riacho, fazem uma barragem, duas, e juntam uma quantidade de água, para animais consumirem e elas se romperam”, explicou Rui.

Rui Costa explicou que chegou uma “onda gigantesca” de água vindo de muitos lugares, gerada por esses múltiplos rompimentos.

“Não foi por conta da água somente daquele local, foi pelas dezenas de barragens, e por isso nos afirmamos que até então, a água estava fazendo onda, e estava muito cheia, se estava fazendo onda não rompeu, foi o que analisaram. Mas hoje, quando secou, vimos que rompeu. Ela  já estava passando, o armazenamento é muito pequeno não aguentaria aquela água toda que estava chegando, era uma verdadeira onda que surpreendeu a todos”, comentou Rui sobre a dúvida existente sobre o rompimento da barragem.

“Ninguém nunca viu tanta água como aquele jeito na região. O que teve foram perdas materiais e nenhuma vítima, ainda bem”, finalizou.

Informação do Bahia Notícias
Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *