Líder do Governo na alba, Zé Neto do PT, lamenta não reeleição do Deputado Luciano Ribeiro


Sem conseguir se reeleger deputado estadual no último domingo (7), Luciano Ribeiro (DEM) estará fora da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e da liderança da oposição da Casa a partir de 2019. Sem mandato, o ex-prefeito de Caculé declarou que deve se dedicar à advocacia e ainda não tem planos para redisputar a prefeitura da cidade em 2020.

Com um pouco mais de 42 mil votos, Ribeiro não ficou entre os 70 postulantes mais votados neste ano. A bancada de minoria liderada por ele também sofreu derrotas e foi a que mais diminuiu na Assembleia.

De 20 cadeiras conquistadas em 2014, a oposição foi reduzida para 16 ocupantes. Perguntado sobre quem seria o responsável pela derrota, o líder minimizou qualquer crítica a José Ronaldo (DEM) e ACM Neto (DEM), candidato ao governo e articulador da campanha do grupo.

“O responsável é o povo que deu a sua posição. A gente [oposição na AL-BA] não conseguiu um bom desempenho durante a campanha e o nosso candidato a governador também não teve esperança de vitória”, falou. “Porém, José Ronaldo foi uma boa escolha [de candidato]. Um nome experimentado, mas o nome não representou muito bem e o povo preferiu manter o projeto de uma majoritária que já estava no poder”, completou Ribeiro.

No início do processo eleitoral, a desistência de ACM Neto em disputar o governo foi motivo de atrito entre aliados, sobretudo candidatos a AL-BA que acreditavam que a escolha do prefeito de Salvador poderia atrapalhar a eleição da oposição. Na época, porém, Ribeiro defendeu que a bancada aumentaria em 2018 .

Adversário de Ribeiro dentro da AL-BA, o líder da maioria, o deputado estadual Zé Neto (PT), lamentou a não eleição do colega. “Luciano Ribeiro é um deputado muito preparado e disposto a debater. Um político seguro de suas convicções e muito coerente. É lamentável que a Casa Legislativa perca um deputado desse”, discursou Zé Neto.

Informações do Bahia Notícias

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *