Jovem que construiu ‘perna caseira’ com R$ 40 ganha prótese de empresário


Após assistir o vídeo de um jovem construindo uma ‘perna caseira’ em casa utilizando cano de PVC e banco de bicicleta – tudo ao custo de R$ 40 –, um empresário de Sorocaba, no interior paulista, ficou impressionado e comovido com sua força de vontade, e o convidou para ir até a loja dele tirar as medidas para a produção de uma prótese.

Marcos de Oliveira Moraes, 23 anos, sofreu um acidente de moto em abril do ano passado e precisou amputar a perna esquerda. O rapaz, que mora no Pará, viajou mais de 2,5 mil quilômetros até Sorocaba para receber a prótese sob medida, de presente.

Pouco após o acidente, Marcos conta que chegou a comprar uma prótese no valor de R$ 5 mil em Boa Vista (RO). Não demorou muito para o molde apresentar problema. Para piorar, a empresa se recusou a prestar assistência técnica.

O jovem precisou se virar como pôde… Construiu então seu próprio modelo com materiais reutilizáveis.

Leia também: Mãe faz fantasias incríveis de Halloween para sua filha que teve o braço amputado

Em um vídeo publicado por uma amiga nas redes sociais, Marcos conta como fez a prótese e o que utilizou para montá-la. As imagens viralizaram em questão de dias, acumulando mais de 100 mil visualizações.

Empresário doa prótese

“Me surpreendi com a repercussão. Uma amiga postou o vídeo, eu nem sabia. Estou usando essa prótese caseira há três semanas e fiquei surpreso quando me chamaram para vir até Sorocaba”, disse.

O empresário Nelson Nolé conta que o jovem precisou ir pessoalmente até Sorocaba para fazer o molde. Nos próximos dias, Marcos vai receber a prótese e passar por um período de adaptação.


O Governo de Caculé realiza Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo


O Governo de Caculé, através da Secretaria Municipal de Saúde, Atenção Básica e Vigilância Sanitária,  realizou entre os dias 06/09 e 30/11 a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo.

O objetivo da campanha é conseguir captar o maior número de pessoas que ainda não vacinaram, já que o Sarampo é uma doença grave e pode levar a morte, mas pode ser evitada pela vacina Tríplice Viral, que protege contra Sarampo, Rubéola e Caxumba.

Até os 29 anos, a recomendação é tomar duas doses do imunizante. Entre 30 e 59 anos, a pessoa deve ser vacinada uma vez. Para quem não sabe se já tomou o numero adequado de doses da vacina, a orientação e se vacinar.


Anvisa libera registro e comercialização de remédio à base de maconha em farmácias no Brasil


Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira, 3, por unanimidade, a regulamentação do registro e da venda de medicamentos à base de cannabis (maconha) em farmácias e drogarias no Brasil. A norma entrará em vigor em 90 dias e, segundo a agência, deve melhorar vida de milhões de pacientes que dependem desses medicamentos.

A decisão cria uma nova classe de produtos no mercado de medicamentos do Brasil: a de produtos à base de cannabis, termo que vem sendo utilizado internacionalmente. A proposta aprovada elenca os requisitos necessários para a regularização dos medicamentos à base de maconha no País, estabelecendo parâmetros de qualidade.

A Resolução da Diretoria Colegiada (RCD) deverá passar por uma reavaliação em até três anos. Segundo a proposta aprovada pela Anvisa, as empresas não devem abandonar as pesquisas de comprovação de eficácia e segurança das formulações, uma vez que as propostas para produtos à base de cannabis se assemelham aos procedimentos dos medicamentos tradicionais.

O regulamento aprovado exige que a empresa interessada em fabricar medicamentos à base de maconha tenha autorizações de funcionamento específicas, além de certificado de boas práticas de fabricação emitido pela Anvisa.

A proposta aprovada prevê que os medicamentos à base de cannabis devem ser vendidos exclusivamente em farmácias ou drogarias, mediante a apresentação de receita médica. Os fabricantes que optarem por importar o substrato da cannabis para fabricação do produto deverão, segundo a Anvisa, realizar a importação da matéria prima semielaborada. Ou seja, a empresa não pode importar a planta ou parte dela.

Medicamentos

De acordo com a Associação Brasileira de Estudos da Cannabis Sativa, desde a década de 1960 são feitos estudos e pesquisas sobre o uso medicinal da maconha, que pode ser usada para casos de epilepsiaautismo, tratamento da dor e Alzheimer, por exemplo.

Atualmente, medicamentos à base de canabidiol podem ser importados mediante prescrição médica e autorização da Anvisa. O canabidiol, também conhecido por CBD, é um dos mais de cem componentes da Cannabis sativa, nome científico da maconha. Esse composto é um dos mais estudados para fins medicinais e, nos Estados Unidos, é usado como suplemento alimentar.

 

Informações Estadão


Mortalidade infantil tem redução histórica no Brasil, diz Unicef


Um relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) reconheceu que o Brasil tem melhorado, ao longo dos anos, índices como o da mortalidade, do trabalho infantil, além da exclusão escolar. Os dados foram divulgados em um relatório que celebra os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança.

O relatório apontou que entre 1990 e 2017 o país apresentou uma “redução histórica” no total de mortes de crianças menores de um ano de idade. No período, a taxa nacional caiu de 47,1 para 13,4 a cada mil nascidos vivos. Além disso, entre 1996 e 2017, 827 mil vidas foram salvas, conforme reportagem da Agência Brasil.
Ainda de acordo com o veículo, a Unicef apontou que a queda nos índices de cobertura vacina tem sido porta de entrada para doenças que eram, até recentemente, consideradas erradicadas, como o sarampo. “Em 2016, a mortalidade infantil subiu pela primeira vez em mais de 20 anos e ainda não voltou aos patamares de 2015, acendendo um sinal de alerta. No total, 42 mil crianças menores de 5 anos ainda morrem por ano no Brasil”, informa o fundo da ONU no relatório.
À EBC, a representante do Unicef no Brasil, Florence Bauer, afirmou que o país deve consolidar os avanços já conquistados até agora, voltando a atenção para a primeira infância e a adolescência. “Os indicadores, em sua maioria, são piores no Nordeste e no Norte do país. E piores entre as populações indígena, parda e negra”, disse.
“Para o setor de transmissão de energia do Brasil, esse projeto faz parte de um corredor que integra toda a rede de transmissão que garante mais segurança energética para o país. A previsão é que a obra esteja implantada em fevereiro de 2022. Na fase de construção serão gerados mais de 200 empregos. Vale destacar o apoio do governo da Bahia e da SDE, que tem tido um papel de apoio fundamental ao negócio”, destaca Marcos Pereira, diretor financeiro da Janaúba Transmissora de Energia Elétrica.

Fake News: Coelba nega desligamento de energia em toda a Bahia neste sábado


Em nota, companhia elétrica esclareceu rumores

A Coelba esclareceu rumores sobre um suposto desligamento de energia neste sábado (23), em todo o estado da Bahia.

Em nota, declara: 
“A COELBA esclarece que não é verdadeira a informação que circula nas redes sociais sobre interrupção do fornecimento de energia em todo o extremo sul baiano, neste sábado (23/11). A concessionária reforça que qualquer manutenção programada no sistema elétrico, com suspensão do serviço, é informada previamente por meio dos canais oficiais da empresa.”.

A notícia falsa que foi viralizada informava que haveria, neste sábado, manutenção da rede elétrica e por isso a energia seria desligada.