Vacina de Oxford para Covid-19 é segura e induz resposta imune, indicam resultados preliminares


A vacina da Universidade de Oxford para Covid-19 é segura e induziu resposta imune ao vírus, anunciaram cientistas nesta segunda-feira (20)

A vacina que está sendo aplicada em fase de testes, inclusive em São Paulo, foi capaz de gerar anticorpos contra a doença em ensaios clínicos iniciais – fase 1. A informação foi divulgada pelo canal de televisão britânico ITV.

A reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraia Smaili, afirmou que a vacina deve ter seu registro liberado até junho de 2021.


‘Mandem a polícia, estamos sendo assaltados’, pede padre durante transmissão de missa


celebração da missa na Paróquia São Pedro Operário em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi interrompida após dois homens invadirem o local anunciando um assalto na noite da quarta-feira (15).

Os fiéis que acompanhavam o ato litúrgico, transmitido online por uma rede social, devido as regras de distanciamento por conta do coronavírus, se depararam com o pedido do padre Ramiro Mincato.

“Pessoal, mandem a polícia aqui para a igreja. Estamos sendo assaltados durante a missa”.

A ação aconteceu por volta das 19h, no bairro Fião. Além do padre, estavam mais quatro pessoas na igreja. Segundo a Brigada Militar, foram levados dois celulares e a chave de um veículo.

“Eu ia proclamar o evangelho e vi essas duas pessoas entrando, fazendo sinal para não falar. Colocando o dedo na frente da boca”, lembra o padre.

As testemunhas contam que os homens afirmavam estar armados. Ninguém ficou ferido. Após o assalto, os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados.

A secretária da paróquia conta que o lugar já foi furtado sete vezes só neste ano.

“É horrível. Graças a Deus ninguém se machucou”, afirma Jeni Hugentobler.

Devido aos acontecimentos anteriores, o local conta com instalação de câmeras, sensores e alarmes internos e externos.

“Temos um bom sistema de segurança. O problema é que durante a missa não podem ficar ligados os alarmes. Então, os dois entraram como se viessem para missa. Eu custei para entender o que estava acontecendo. Caiu a ficha quando eu vi ele tirando o celular da secretária”, diz o padre Ramiro. A polícia vai usar as imagens das câmeras de segurança para tentar identificar os autores da ação.


Urgente: Ocupação de UTI’s da Covid-19 chegam a 96% em Vitória da Conquista


 

Reprodução

 

Apenas dois leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estão disponíveis para o tratamento da Covid-19 em Vitória da Conquista. O Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGV) e o Hospital São Vicente de Paula estão com 100% da capacidade ocupada, no Hospital das Clínicas ainda há duas vagas. Os dados estão disponibilizados no sistema de transparência da Sesab.

O taxa de ocupação cresceu bastante nos últimos dias. Em 3 de julho, havia 28 pacientes internados nesses leitos, no dia 13 eram 33, e na última quarta-feira 44. Mais quatro leitos foram ocupados nesta quita-feira. Com o eminente colapso, é provável que o sistema de regulação passe a enviar pacientes da região para Salvador, onde há a maior parte dos leitos de referência.

Metade dos 48 pacientes internados necessitam do uso do respirador mecânico para continuarem vivos. A rotatividade destes leitos costuma ser baixa, uma vez que a permanecia dos pacientes costuma durar mais de 15 dias em alguns casos.

Além dos 338,4 mil habitantes de Vitória da Conquista, os leitos estão disponíveis para regulação de uma população de 1,5 milhão de habitantes dos outros 73 municípios que compõem o Núcleo Regional de Saúde do Sudoeste.

São 20 leitos no Hospital Geral de Vitoria da Conquista (HGVC), 20 no Hospital De Clinica  e 10 no Hospital São Vicente de Paulo. A Sesab chegou a disponibilizar 10 leitos contratados junto ao Hospital IBR, no entanto, o contrato foi encerrado após o órgão alegar irregularidades no início deste mês.

Além dos 50 leitos de UTI, a Sesab referenciou 54 leitos clínicos para tratamento de pacientes em casos de menor gravidade. Atualmente são 37 pacientes internados e a taxa de ocupação é de 69%. Oito destes leitos estão referenciados no Hospital Geral de Guanambi (HGG), que possui três pacientes internados no momento.

A prefeitura de Vitória da Conquista contratou mais 20 leitos clínicos junto ao Hospital São Vicente para reforçar o atendimento. O aumento da taxa de ocupação dos hospitais impede o avanço do plano de flexibilização das atividades comerciais na cidade.

Do total de paciente internados nos leitos de referência, 51% estão com diagnóstico confirmado da Covid-19, os demais ainda aguardam os resultados dos exames laboratoriais.

Caso o sistema de saúde da região atinja o colapso e a demanda de pacientes seja maior do que a oferta de leitos, o sistema de regulação pode encaminhar pacientes para Salvador, onde a taxa de ocupação está menor. O principal problema nesse caso é a distância para algumas cidades que pode chegar a quase 1000 quilômetros, o que torna a situação ainda mais difícil para os pacientes debilitados pela doença.

Em todo a Bahia são 2.408 leitos para tratamento da Covid-19, deste total 1.553 estão ocupados. A taxa de ocupação das UTI’s em todo Estado é de 40%.

Agência Sertão


Eleições 2020: Perfil falso na internet será penalizado com 5 anos de prisão, uso de perfis fakes em campanha será ‘exemplarmente punido’


Informações  Uol Notícias