Auxílio emergencial: 2ª parcela será paga a partir de segunda-feira


O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou nesta quinta-feira (14) que a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será depositada a partir da próxima segunda-feira (18).

Segundo Guimarães, o pagamento será escalonado com base na data de nascimento dos beneficiários. O cronograma exato será divulgado nesta sexta (15), às 15h.

Conta digital para todos

O presidente da Caixa também afirmou, na live, que o banco vai criar contas digitais para todos os beneficiários do auxílio emergencial.

No pagamento da primeira parcela, em abril, a Caixa criou 20 milhões de contas desse tipo, voltadas para quem ainda não tinha conta bancária nem cartão do Cadastro Único do governo federal (CadÚnico) – ou seja, não tinha um meio digital para receber os R$ 600.

Os outros 29,7 milhões de beneficiários receberam o dinheiro em contas bancárias que já existiam antes, ou no cartão do Bolsa Família. Agora, segundo Guimarães, mesmo essas pessoas passarão a receber o auxílio em uma conta digital da Caixa.

Assim como o cronograma, os detalhes só serão divulgados na tarde desta sexta.

“É muito importante, porque você consegue fazer essa movimentação pelo celular. Isso é uma novidade: nós tínhamos 20 milhões de contas e agora, já para a segunda parcela, teremos 50 milhões de contas digitais”, declarou Pedro Guimarães.


Bahia bate recorde no número de mortes pelo Covid-19 em 24h com 26 novos óbitos


A Secretaria de Saúde do estado da Bahia (Sesab) divulgou seu balanço mais recente com os números do novo coronavírus no território estadual. Segundo o boletim, a Bahia registrou seu recorde de mortes pela doença em 24h de ontem para hoje com 26 novos óbitos, o que totalizou 262 vítimas fatais da Covid-19.

Em relação aos casos confirmados, já são 6.955 em todo estado, sendo 4.730 ativos, ou seja, aqueles que ainda estão internados ou que permanecem com sintomas da doença e sob observação da vigilância epidemiológica. O número de pessoas curadas chegou a 1.963.


Rui Costa tenta coibir ação de transporte clandestino na Bahia, mas ressalta: ‘Não é fácil’


Ônibus de transporte clandestino é apreendido com 32 passageiros em rodovia baiana — Foto: Divulgação/PM-BA

 

A entrada de ônibus clandestinos na Bahia, provenientes de outros estados, principalmente São Paulo, tem gerado preocupação em virtude da pandemia do coronavírus. O governador Rui Costa (PT) revelou que tem tentado coibir essa circulação ilegal, mas destacou as dificuldades encontradas.

“Tenho pedido diariamente ao secretário Marcos Cavalcanti [secretário de Infraestrutura] para coibir esse tipo de transporte. Mas não é fácil pela estrutura que temos e o estado muito grande. Temos recebido uma grande maioria de baianos que moravam em São Paulo. Como está tudo parado, estão vindo ver suas famílias. Estamos pedindo para que monitorem e coloquem essas pessoas de quarentena”, disse Rui Costa.

O governador ainda sugeriu que os prefeitos realizem testes rápidos para Covid-19 em pontos de grande circulação como postos de combustíveis.

“É preciso ter cuidado. As cidades onde passam estrada e tem grande fluxo, é difícil que fiquem sem registrar casos. Por ter essas vias, tem postos de gasolina, lanchonetes, borracharias, muitos lugares onde as pessoas que passam vão buscar serviços. Muita gente nem sabe que está contaminada e vai contaminando outros. Se o prefeito tiver testes rápidos, é importante fazer testes nesses lugares para evitar o contágio”, destacou.


Ilhéus-Itabuna: cidades do Sul da Bahia vão aderir a toque de recolher para combater aumento de casos da Covid-19


Os municípios de Ipiaú e Itabuna, no Médio Rio de Contas e no Litoral Sul do estado, respectivamente, vão aderir ao toque de recolher como medida de combate contra a expansão do novo coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa em uma live transmitida na noite desta segunda-feira (11).

De acordo com Rui, a implementação do toque de recolher foi alinhada com os prefeitos dos dois municípios, junto com a instalação das unidades de acolhimento. Ilhéus, vizinha à Itabuna, também deverá receber uma dessas unidades e restrições de mobilidade estão sendo avaliadas.

Para que sejam implementadas as restrições, decretos conjuntos serão editados pelos municípios e pelo estado. Em Ipiaú, por exemplo, a mobilidade de pessoas não será permitida após às 19h e só voltará a ser autorizada às 5h. Apenas farmácias estarão autorizadas a funcionar nesse período.

Já em Itabuna, a restrição quanto ao trânsito de pessoas nas vias públicas será das 20h às 5h. As restrições valerão por 10 dias. Outra medida tomada para o combate da Covid-19 no município deverá ser o fechamento de algumas vias. A iniciativa será implementada já nesta terça-feira (12).

Apesar de citar Ilhéus, o governador não deu maiores detalhes sobre a possibilidade de implementação do toque de recolher na cidade.


Mais de 600 empresas fecham em um mês de quarentena na Bahia


Em abril, empresas de diversos segmentos na Bahia decretaram falência e fecharam as portas. De acordo com a Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), o número chega a 670 negócios, no entanto, não há em específico se foram micro ou macro empresas. As informações são do Jornal Correio*.

O movimento retrógado da área comercial é reflexo das medidas restritivas aplicadas por conta da pandemia do coronavírus. Com a orientação de isolamento social, poucas pessoas tem ido às ruas, além da proibição de funcionamento de shoppings e redução do fluxo de clientes, por exemplo.

A área que teve mais impacto foi a varejista, conforme o levantamento, 52 dessas lojas estavam ligadas a esse segmento. Em segundo lugar, o comércio de vestuário e acessórios foi o mais atingido com 49 fechamentos; seguido por construção (26) e restaurantes e bares (21).