Polícia Militar poderá entrar em greve na Bahia, governador descarta a possibilidade


Policiais militares da Bahia estão em greve desde a última terça-feira

O governador da Bahia, Rui Costa (PT) minimizou qualquer possibilidade da Polícia Militar (PM) entrar em greve. O chefe do Executivo Estadual foi questionado durante entrevista à imprensa, após apresentação das obras do Veículo Leve de Transporte (VLT), na Câmara de Salvador, nesta quarta-feira (14).

Segundo o governador, “são os políticos que estão tentando fazer movimento”. A Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), convocou uma assembleia geral para esta sexta-feira (16), no Clube Adelba, em Salvador. Após a convocação feita pela categoria, surgiu o boato de greve da PM.


Nilo Coelho inicia pré-campanha à prefeitura de Guanambi


A idade talvez não seja impedimento para Nilo Coelho colocar seu nome para ser apreciado mais uma vez pelo povo de Guanambi, na eleição de outubro de 2020. Com 76 anos de idade, o ex-mandatário reconhece que não tem mais 39 anos, como foi eleito prefeito de Guanambi pela primeira vez em 1982.

Cercado de políticos, correligionários e amigos, Coelho deixou claro que é pré-candidato a prefeito de Guanambi. A pré- campanha teve início na manhã de sexta-feira (02), durante o ato de inauguração das obras de reestruturação e modernização do projeto público de irrigação de Ceraíma.

De acordo com o ex-gestor, o momento era de agradecer o deputado federal Arthur Maia pelasemendas direcionadas para o distrito de Ceraíma. “Muito obrigado Arthur! Agradeço meus colegas prefeitos que estiveram comigo no passado, agora no presente e haverá de ser no futuro”, disse Coelho.

Aliados do ex-prefeito afirmaram ao portal Folha do Vale, que o evento foi o pontapé inicial para Coelho iniciar sua pré-campanha. “Nos próximos meses o presidente Nacional do Democratas  e prefeito de Salvador ACM Neto,visitará Guanambi.Nesse ato Nilo deve lançar sua pré-candidatura”comenta um aliado.

Antes de finalizar seu discurso Nilo lembrou que o projeto irrigado de Ceraíma gera emprego e renda, como também é uma das bases de sustentação da economia da cidade. Ele ainda afirmou que o distrito passa por um momento de transformação não só na área da agricultura, mas em todos os sentidos.

Informações e foto, Folha do Vale


Governador ‘investe’ R$ 600 mil em shows para inaugurar teatro em Itabuna


Enfrentando uma crise financeira, com queda na arrecadação e congelamento de salários de servidores, o governo da Bahia gastou R$ 600 mil com a contratação de artistas para a inauguração de um teatro em Itabuna, cidade do sul do estado, no último dia 26. O governo Rui Costa (PT) pagou um cachê de R$ 250 mil por um show acústico da cantora Ivete Sangalo restrito a 600 convidados. No teatro, também houve uma apresentação da Orquestra Sinfônica da Bahia. Assistiram à apresentação Costa e a primeira-dama, Aline Peixoto, além de secretários, parlamentares e autoridades locais. Também foi contratada para a festa de inauguração a dupla sertaneja Simone e Simaria, que recebeu um cachê de R$ 350 mil. Essa apresentação, no entanto, aconteceu em um palco aberto ao público, montado do lado de fora do teatro. O governador subiu ao palco durante o show de Simone e Simaria, de braços dados com as cantoras, e cumprimentou o público. Nos bastidores, tirou fotos com a cantora Ivete Sangalo. No dia seguinte, a banda Chiclete com Banana tocou no mesmo palco, com um cachê de R$ 70 mil pago pelo governo do estado. Desta vez, porém, o motivo do show foi a comemoração dos 109 anos de emancipação da cidade de Itabuna. Em nota, o governo da Bahia informou que a contratação dos artistas para a inauguração do teatro teve como objetivo potencializar a divulgação da entrega do novo equipamento. “Garantir a divulgação do teatro em nível nacional é fundamental para atrair a realização de shows e espetáculos das mais diversas linguagens artísticas no local. Desta forma, o equipamento público vai assegurar a geração de emprego e renda para a região”, informou. Questionado sobre o fato de o governador ter subido ao palco ao lado das cantoras Simone e Simaria, o governo informou que sua presença se deu como “representante do Governo do Estado da Bahia”. Procuradas, as assessorias da cantora Ivete Sangalo e da dupla Simone e Simaria não se pronunciaram sobre a contratação. As obras do Teatro Municipal Candinha Dória, tocadas pela Prefeitura de Itabuna, chegaram a ficar uma década paralisadas por falta de recursos, mas foram concluídas após um convênio com o governo do estado, que repassou R$ 30 milhões para a conclusão. Esta não é primeira vez que a gestão Rui Costa gasta recursos públicos com a contratação de artistas populares para a inauguração de obras na Bahia. No ano passado, o governo contratou bandas como Aviões do Forró e artistas como o cantor Luan Santana para a inauguração de policlínicas de saúde em cidades do interior do Estado.


Hacker diz que Manuela D’Ávila intermediou contato com Glenn Greenwald


Preso pela Polícia Federal, Walter Delgatti Neto contou em depoimento que a ex-vereadora, ex-deputada federal e ex-candidata a vice-presidente Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) foi a intermediária que o colocou em contato com o jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil. O repórter Mahomed Saigg, da TV Globo, teve acesso com exclusividade ao depoimento.

Delgatti Neto disse que, em 12 de maio, Dia das Mães, ligou para Manuela afirmando que tinha o acervo de conversas de integrantes do Ministério Público e que precisava do telefone de Greenwald (o Intercept só começaria a publicar essas conversas em 9 de junho, com diálogos atribuídos ao ministro Sérgio Moro e procuradores).

Segundo Delgatti, ele percebeu que Manuela D’Avila não estava acreditando nele e, por isso, enviou a ela uma gravação de áudio de dois procuradores (leia a íntegra do depoimento dele).

Em nota divulgada em rede social na noite de sexta (26), Manuela D’Ávila disse que repassou o contato do jornalista do Intercept Brasil, Glenn Greenwald, a um hacker que invadiu o celular dela.

A ex-deputada disse que no dia 12 de maio foi comunicada pelo aplicativo Telegram de que o celular dela havia sido invadido no Estado da Virgínia, Estados Unidos. Minutos depois, recebeu mensagem de uma pessoa, que se identificou como alguém inserido na lista de contatos.

Informações do G1/Globo

“Economia baiana vai cair para a décima posição”, diz Paulo Azi


O deputado federal e presidente do DEM na Bahia, Paulo Azi, disse hoje que “existe um abismo entre aquilo que o governador Rui Costa diz desejar para a Bahia e a triste realidade que vivemos no estado”.

“Ele quer elevar a Bahia à quarta economia do País, mas seu grupo político foi incapaz de atrair um único polo industrial para o estado nos últimos 13 anos”, enfatiza o deputado.

Nesta quarta-feira, o governador Rui Costa disse que sua meta é a Bahia virar a quarta maior economia do Brasil e que “não se conforma em ser a sexta economia”.

De acordo com Azi, antes dos governos do PT na Bahia, entre 2003 e 2006, o “PIB baiano vinha tendo crescimento acumulado 36% acima do crescimento brasileiro. Mas Jaques Wagner e Rui Costa fizeram a Bahia andar para trás”, avalia o presidente do DEM.

“Não adianta querer elevar a Bahia à quarta economia se não existe uma política fiscal atrativa, se não há investimento na modernização dos grandes polos industriais”, afirma Azi, lembrando que muitas empresas deixaram o Polo Industrial de Camaçari, a Braskem fechou três de suas oito unidades, o polo de Informática de Ilheus não existe mais.

De acordo com Azi, “é preciso expandir os setores prioritários da indústria baiana, e até mesmo identificar novos setores que possam ser incorporados ao nosso parque industrial. No ritmo que a Bahia está indo, em lugar de alcançarmos a quarta posição, vamos cair para a décima”, ressaltou.

Na Bahia, em 2016, todos os três grandes setores produtivos tiveram resultados negativos. No setor de agropecuária, a riqueza gerada caiu 23,8% em relação a 2015. No de Indústria, houve queda de 5,7%.