“Economia baiana vai cair para a décima posição”, diz Paulo Azi


O deputado federal e presidente do DEM na Bahia, Paulo Azi, disse hoje que “existe um abismo entre aquilo que o governador Rui Costa diz desejar para a Bahia e a triste realidade que vivemos no estado”.

“Ele quer elevar a Bahia à quarta economia do País, mas seu grupo político foi incapaz de atrair um único polo industrial para o estado nos últimos 13 anos”, enfatiza o deputado.

Nesta quarta-feira, o governador Rui Costa disse que sua meta é a Bahia virar a quarta maior economia do Brasil e que “não se conforma em ser a sexta economia”.

De acordo com Azi, antes dos governos do PT na Bahia, entre 2003 e 2006, o “PIB baiano vinha tendo crescimento acumulado 36% acima do crescimento brasileiro. Mas Jaques Wagner e Rui Costa fizeram a Bahia andar para trás”, avalia o presidente do DEM.

“Não adianta querer elevar a Bahia à quarta economia se não existe uma política fiscal atrativa, se não há investimento na modernização dos grandes polos industriais”, afirma Azi, lembrando que muitas empresas deixaram o Polo Industrial de Camaçari, a Braskem fechou três de suas oito unidades, o polo de Informática de Ilheus não existe mais.

De acordo com Azi, “é preciso expandir os setores prioritários da indústria baiana, e até mesmo identificar novos setores que possam ser incorporados ao nosso parque industrial. No ritmo que a Bahia está indo, em lugar de alcançarmos a quarta posição, vamos cair para a décima”, ressaltou.

Na Bahia, em 2016, todos os três grandes setores produtivos tiveram resultados negativos. No setor de agropecuária, a riqueza gerada caiu 23,8% em relação a 2015. No de Indústria, houve queda de 5,7%.


Prefeito de Vitória da Conquista fala sobre inauguração da Policlínica de Conquista: “Nem convidado eu fui”


Em entrevista concedida ao programa Agito Geral, da Rádio Transamérica FM, na noite de ontem (quarta-feira) o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, não poupou críticas ao governo do Estado e ‘engrossou’ o tom.

Sobre a possibilidade de estar presente na inauguração da Policlínica Regional da cidade, na próxima semana, Herzem respondeu ao apresentador Pedro Alexandre Massinha: “Nem convidado eu fui”.

Herzem voltou a falar sobre a polêmica envolvendo a inauguração do Aeroporto Glauber Rocha.

“Eles precisam aprender a ser civilizados. O governador Rui Costa não veio a inauguração porque seria coadjuvante, a cidade estava em festa para receber o presidente Jair Bolsonaro.

 

Blog Rodrigo Ferraz



Rui Costa cancela participação na inauguração do aeroporto de Conquista


O governador da Bahia Rui Costa (PT) confirmou, por meio de suas redes sociais, que não vai à inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista, no sul da Bahia, na próxima terça-feira (23).

Segundo o chefe do Executivo Estadual, a medida anunciada pela prefeitura e pelo governo Bolsonaro exclui o povo da inauguração.

Na noite deste domingo (21), dois outdoors do Governo do Estado foram removidos das proximidades do novo aeroporto, por ordem da prefeitura. À imprensa local, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, informou que 17 placas de outdoors instaladas de forma irregular em áreas próximas ao acesso do aeroporto foram interditadas.


Aeroporto de Conquista: ‘Dinheiro é do povo, não meu, nem de Rui Costa’, diz Presidente Bolsonaro


A paternidade do aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, foi um dos temas tratados pelo presidente Jair Bolsonaro, ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, na transmissão ao vivo no Facebook nesta quinta-feira (18). Na ocasião, o presidente frisou que 70% da obra foi custeada pelo governo federal e o restante partiu de recursos estaduais. Em seguida, Bolsonaro destacou que “não tem disputa [sobre paternidade], a obra é do Brasil”.

“Parte do recurso é federal, parte é estadual, mas o dinheiro é do povo, não é meu e nem do governador Rui Costa”, disse Bolsonaro ao fazer um convite ao governador na Bahia para que compareça ao evento de inauguração, agendado para a próxima terça-feira (23).

Durante a transmissão, Tarcísio de Freitas defendeu que a inauguração do equipamento em Vitória da Conquista demonstra “o compromisso do governo Bolsonaro com a infraestrutura da Bahia, do Nordeste”, pelo fato da administração ter dado continuidade a obra.

O ministro ainda prometeu que a Bahia vai receber novas obras de infraestrutura. “Muito mais vem por ai, vem a BR-101, BR-116, Ferrovia de Integração e aeroporto de Salvador, que será entregue em outubro”, listou.