2023: ‘Ir para a roça e cuidar da saúde mental’, revela Rui como plano pós-governo


Questionado por um espectador se o planejamento para 2023, após finalizar sua segundo mandato como governador, era “ser senador ou ministro ”, o governador Rui Costa (PT) deu uma resposta inesperada. Ele considerou trocar o ritmo “correria” da política por uma vida mais tranquila, no interior, cultivando a vida de “agricultor” que iniciou no Palácio de Ondina, residência oficial onde vive atualmente com a família.

“O meu projeto primeiro é concluir o governo e ter orgulho de inaugurar tantas obras que nós estamos licitando e iniciando agora esse ano. Sobre 2023, eu não sei ainda. Eu gostei tanto da experiência de agricultor que eu fiz lá em Ondina, plantando meu aipim, criando minhas galinhas que eu estou pensando seriamente em arrumar um pedacinho de terra e ir criar os bichinhos, fazer umas plantações e viver também cuidando da terra e trabalhando. Penso aí em ir para o interior, ir para a roça trabalhar e cuidar um pouco da saúde mental”, revelou o governador durante o programa Papo Correria, na noite desta terça-feira (15).


Operação Fraternos: PF prende ex-prefeitos de Eunápolis e Porto Seguro, investigados por desvios milionários


Os ex-prefeitos José Robério Oliveira e Cláudia Oliveira, de Eunápolis e Porto Seguro respectivamente, foram presos na manhã desta terça-feira (15), em mais uma fase da Operação Fraternos, que investiga fraudes milionárias em contratos públicos de prefeituras no sul da Bahia. Ambos são do Partido Social Democrático (PSD).

Também são alvos dos mandados outras quatro pessoas investigadas pela operação, são elas: Humberto Adolfo Gattas Nascif Fonseca Nascimento, Ricardo Luiz Rodrigues Bassalo, Marcos da Silva Guerreiro e Edmilson Alves de Matos. Apenas um deles foi preso.

Os outros três são considerados foragidos, a polícia ainda não detalhou quais. Todos os detidos tiveram mandados de prisões preventivas expedidas pela Vara Criminal Federal de Eunápolis, a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

O prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo da Silva Santos (PSD), que também é investigado pelos crimes da Operação Fraternos, foi afastado do cargo por 180 dias. Na época em que a PF começou a investigar os crimes, em 2017, Agnelo estava no cargo de prefeito em um mandato anterior ao atual, e também foi afastado, assim como Claudia e Robério.

Informações do G1


Por unanimidade, DEM decide expulsar Rodrigo Maia do partido


O DEM decidiu nesta segunda-feira (14) expulsar de seus quadros o ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (RJ), um dos nomes históricos da legenda.

Maia, que já comandou nacionalmente o DEM, rompeu com o atual presidente da sigla, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, no início deste ano.

Na ocasião, Maia reclamou de ter sido abandonado pela própria legenda na eleição para a sua sucessão no comando da Câmara. Seu candidato, Baleia Rossi (MDB-SP), acabou derrotado por Arthur Lira (PP-AL), apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).


Brasil volta a fazer parte do Conselho de Segurança da ONU após 11 anos, país ganha força em decisões internacionais


Brasil voltará a ocupar um assento no Conselho de Segurança das Nações Unidas, após 11 anos. Será a 11ª vez que o país vai integrar o colegiado (a última foi no biênio 2010-2011).

Brasil recebeu 181 votos na eleição que ocorreu nesta sexta-feira (11) em Nova York, durante a 75ª Assembleia Geral da ONU.

O Conselho de Segurança é formado 15 países com direito a voto. Mas apenas Estados UnidosFrançaGrã-BretanhaChina Rússia são membros permanentes e têm poder de veto.

Os outros 10 assentos são temporários, e os países são eleitos para ocupá-los de forma rotativa, em mandatos de dois anos.

O governo brasileiro tenta, há muitos anos, um assento permanente no conselho. O país integra o G4, grupo formado também por JapãoAlemanha Índia.


Polícia Federal prende prefeito de Candeias pelo partido PP, por fraude na aquisição de ventiladores pulmonares


O prefeito de Candeias, Dr. Pitágoras (PP), foi alvo da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (11). O motivo da operação seria buscar documentos relacionados à compra de respiradores.

A Polícia Federal, em ação conjunta com a Controladoria Geral da União, nesta sexta-feira (11), deflagrou a Operação Estertor, que investiga fraudes em procedimento de dispensa de licitação realizado pelo município de Candeias para a aquisição de oito ventiladores mecânicos pulmonares com verbas públicas federais destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

Na operação, 32 policiais federais e nove servidores da CGU estão cumprindo oito mandados de busca e apreensão, todos eles expedidos pelo Juízo da 17ª Vara Criminal da Seção Judiciária da Bahia, sendo três em Candeias, um em São Sebastião do Passé, um em Lauro de Freitas, dois em São Paulo e um em Espírito Santo do Pinhal – interior de São Paulo.

Cada ventilador custou aos cofres municipais R$ 175 mil reais, totalizando vultosos R$ 1.400.000 (um milhão e quatrocentos mil reais), valores esses manifestamente incompatíveis com os de mercado, chegando a revelar uma diferença de mais de R$ 100.000,00 (cem mil reais) por equipamento.