Rui Costa ataca deputado Soldado Prisco e diz que greve não tem adesão no Estado


O governador Rui Costa (PT) disse agora há pouco que a anunciada greve dos policiais militares é o movimento de um deputado só e não conta com adesão nem no interior nem na capital. As declarações foram dadas por Rui durante a transmissão do chamado “Papo Correria”, que acontece às terças-feiras no início da noite.

Durante sua fala, ele buscou centrar fogo no deputado estadual Soldado Prisco, classificando-o como um político que responde a vários processos criminais na Justiça baiana e federal. “A Bahia não quer terror e a sociedade pode ficar tranquila que não vai ter ônibus escolar queimado”, disse o governador.

Ele também fez questão de lembrar que, apesar da crise, a Bahia, atendendo a sua orientação, tem sido o Estado que tem buscado valorizar os salários dos policiais e dos servidores públicos desde o primeiro dia de seu mandato. Por este motivo, a administração foi chamada a atenção pelo Tribunal de Contas do Estado, lembrou.

“Chegamos perto de estourar o limite prudencial”, afirmou Rui, atribuindo o desejo de Prisco de fomentar uma greve a seus interesses políticos, partidários e eleitoreiros.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *