Procuradoria da AL-BA dá parecer favorável à instalação da CPI da Coelba


A Procuradoria da Assembleia Legislativa da Bahia deu parecer favorável à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Coelba, conforme o Diário Oficial do Legislativo desta quinta-feira (18). De acordo com o parecer, a criação da CPI não necessita da “aquiescência da maioriaA Procuradoria da Assembleia Legislativa da Bahia deu parecer favorável à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Coelba, conforme o Diário Oficial do Legislativo desta quinta-feira (18). De acordo com o parecer, a criação da CPI não necessita da “aquiescência da maioria legislativa”.

O texto destaca ainda as razões apontadas pelos parlamentares para justificar a investigação, como ausência de transparência na aplicabilidade das tarifas, má qualidade do serviço prestado e alto índice de insatisfação da população.

E aponta que a CPI tem o mesmo peso de “autoridades judiciais”, diferentemente de outras comissões.

O deputado estadual Tum (PSC), autor do requerimento, alega que a comissão deve se concentrar sobre “as elevadas tarifas cobradas, bem como o grave problema de má qualidade na prestação e utilização do serviço fornecido à população baiana”. legislativa”.

O texto destaca ainda as razões apontadas pelos parlamentares para justificar a investigação, como ausência de transparência na aplicabilidade das tarifas, má qualidade do serviço prestado e alto índice de insatisfação da população.

E aponta que a CPI tem o mesmo peso de “autoridades judiciais”, diferentemente de outras comissões.

O deputado estadual Tum (PSC), autor do requerimento, alega que a comissão deve se concentrar sobre “as elevadas tarifas cobradas, bem como o grave problema de má qualidade na prestação e utilização do serviço fornecido à população baiana”.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não reflete a opinião deste site. Todos os comentários são moderados e nos reservamos o direito de excluir mensagens consideradas inadequadas com conteúdo ofensivo como palavrões ou ofensa direcionadas a pessoas ou instituições. Além disso, não serão permitidos comentários com propaganda (spam) e links que não correspondam ao post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *